Início Linha Temática I Prática do Buda da Medicina

Prática do Buda da Medicina

0
24381

Índice

1. Convite para fazer a Acumulação do Buda da Medicina
2. Prática de Mendjila, o Buda da Medicina
3. As Cinco Sabedorias
4. Os 12 votos do Buda da Medicina
5. Sutra do Diamante
6. Os Cinco Bardos
7. Sutra do Coração
8. Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte
9. Perguntas e Respostas


Convite para fazer a Acumulação da Prática do Buda da Medicina

Sob o ponto de vista do Darma, precisaríamos entender que a prática do Buda da Medicina na forma como foi apresentada nessa linha temática e que seguiremos acumulando por 108 dias, é um movimento de Clara Luz. Com a capacidade inata da liberdade e luminosidade da mente estamos literalmente dando nascimento a outras visões e outros mundos. Os mundos anteriores desaparecem enquanto apresentação de construções luminosas que deixamos de sustentar e substituímos por construções luminosas baseadas em qualidades elevadas que conduzem ao estabelecimento de ambientes lúcidos, pacíficos, generosos e felizes.

Então, nesse sentido, o ambiente se cura, a sociedade se cura e os indivíduos se curam também. As enfermidades já estavam presentes ao ponto de que o futuro parecia completamente incerto. Esse processo agora se intensificou e gerou o ambiente onde todos acordamos para a busca de realidades elevadas. Através dos recursos apontados por todos os mestres de todas as tradições iluminadas que são a manifestação da compaixão lúcida – Bodicita – usamos a vacuidade Kadag, a luminosidade Lung, a lucidez Rigpa, a presença incessante Lundrup como recursos para a ação luminosa de criação das realidades elevadas. Por isso podemos dizer que a sociedade se cura, o ambiente se cura e os indivíduos se curam. É o estabelecimento da Terra Pura do Buda da Medicina que surge dos votos elevados de sua mente.

Se quisermos simplificar os votos do Buda da Medicina, poderíamos dizer que são praticar as Quatro Qualidades Incomensuráveis, as Seis Perfeições, as Cinco Sabedorias – essencialmente isso.

Quando olhamos os votos do Buda da Medicina, especificamente os votos de proteger os seres e de se interessar por todos, vemos que é o amadurecimento da mente Bodichita – que culmina nas Quatro Qualidades Incomensuráveis e nas Seis Perfeições.

Seguindo nesta direção, gostaria de convida-los para a acumulação dessa prática que é o estabelecimento coletivo concreto da realidade da Terra Pura do Buda da Medicina. Fazemos a recitação das preces e do mantra do Buda da Medicina mantendo essa visão, e assim surge naturalmente a cura do ambiente, a cura social e a cura das enfermidades individuais.

À medida em que desenvolvemos essa abordagem, nos mantemos contemplando essa posição de mente correspondente, a visão do Buda da Medicina chega ao nosso olhar, aos sentidos físicos todos e a ação da mente que se baseia nos sentidos físicos, e a visão da terra pura manifesta sua luz própria. Com a naturalidade de nem mesmo percebermos que isso passa a ocorrer, migramos do pensamento baseado nas identidades, na aquisitividade, na avareza, na raiva, na exclusão, nos Três Venenos em direção às Cinco Sabedorias, às Quatro Qualidades Incomensuráveis e às Seis Perfeições – a mente migra, o olhar migra – operamos de modo natural, sem esforço.

Há uma situação inicial na qual tendo ouvido, entendemos, mas o entendimento é insuficiente, porque tão pronto passeamos nosso olhar para cá ou para lá, este olhar carrega a contaminação dos Três Venenos. Precisamos contemplar, precisamos fazer a acumulação da contemplação.

Contemplar significa o quê? Contemplar significa operar com olhos, ouvidos, nariz, língua, tato e mente segundo a Visão natural do Buda da Medicina, as Quatro Qualidades Incomensuráveis e as Seis Perfeições. Durante a contemplação e acumulação temos tempo para fazer o contato com os objetos ilusórios que parecem separados de nós e, então, fazer surgir Bodicita e as mandalas do Buda da Medicina e do Buda da Compaixão – inseparáveis que são – vendo essas mandalas convergirem progressivamente para a mandala do Buda Primordial Samantabadra.

Essa é a prática que convidei e convido as pessoas a fazer.

Aspectos práticos:

Esta é uma prática que se repetirá diariamente, então, vocês acompanhem à medida que tiverem curiosidade, interesse, engajamento – que ninguém se sinta obrigado a fazer, por favor.

Todos estão convidados, mas não pensem que terão algum problema se não praticarem. Um conjunto de pessoas realizará a prática e dedicará a todos os seres. Então, mesmo que não estiverem praticando não desenvolvam sentimento de culpa, mas alegrem-se por esta prática estar sendo feita e sintam-se parte dela mesmo quando não estiverem podendo acompanhar e recitar. Mesmo não tendo praticado diretamente junto, ainda assim se alegrem e dediquem a prática que foi feita para todos os seres – os méritos surgirão no coração de vocês.

Logo após a prática, às nove horas da noite, oferecerei diariamente um tipo de ensinamento ligado ao Buda da Medicina, ligado à esta construção luminosa das terras puras e às curas das enfermidades individuais, sociais, e ambientais – auto-organização, reencantamento, primavera, renascimento pessoal. Percorrerei os temas tradicionais do Sutra do Buda da Medicina.

Para quem quiser, previamente ou paralelamente, olhar esse tema, nós temos o texto maravilhoso do Mestre Hsing Yün, do templo Zulai – Fo Guang Shan. Vocês podem estudar esse texto, que vem da perspectiva Mahaiana, é um texto iluminado, maravilhoso!

Há ainda o texto de Thrangu Rinpoche, O Sutra do Buda da Medicina, na abordagem Mahaiana, em inglês e português, em PDF. Vocês podem estudar – é um texto completo, maravilhoso. Traz muitas perguntas profundas da sanga à época presente no ensinamento e as respostas do Rinpoche.

É muito mérito, nesse tempo, podermos acessar e estudar esses textos.

As pessoas que se sentem afetadas, próximas da morte, sentindo medo da morte e medo dos bardos deveriam, junto aos seus amigos doentes ou por quarenta e nove dias voltados aos que morreram, estudar o texto de Dudjom Rinpoche, Uma Introdução ao Bardo, que trata especificamente sobre como olhar com lucidez as aparências que nos envolvem, incluindo a morte e o morrer. Eu acho um texto iluminador.

É importante que tenhamos esses textos poderosos e, também, que possamos saber o que fazer com a nossa própria mente quando nos aproximarmos ou quando as pessoas próximas estão doentes e se aproximarem irreversivelmente da morte. O texto de Dudjom Rinpoche traz a abordagem natural da Grande Perfeição – a visão que nos libera dos temores. Aspiro comentar esse texto nesse tempo dos 108 dias da nossa acumulação.

Abaixo o texto da sadana de prática (em itálico) a ser utilizada pelos praticantes na acumulação dos 108 dias de 13 de abril em diante, às 20h00 e que será transmitida pelo youtube. Os comentários e explicações feitos previamente pelo Lama, estão em parágrafo recuado e introduzem a visão, ou seja, a prática de mente. A recitação do mantra é a prática de fala e a posição do corpo e o movimento da boca é a prática de corpo. O ensinamento curto de cada dia deverá ser adicionado como uma parte dessa linha temática da Acumulação da Prática do Buda da Medicina em constante desenvolvimento.



Prática de Mendjila, o Buda da Medicina



Prática do Buda da Medicina e comentários pelo Lama Padma Samten, no retiro “Sabedoria para uma Existência Significativa”, transmitido on-line desde o Cebb Bacupari no domingo, 29 de março de 2020.

Transcrição: Cristiane Aparecida da Cruz Machado
Revisão: Gracinha Melo e Alessandra Pizzigatti
Revisão final: Lama Padma Samten

Nós vamos fazer, agora, a prática do Buda da Medicina:

Tomo refúgio no Guru, o Buda da Medicina, em quem as Três Joias se unem, e incito a bodicita para o benefício dos seres. (três vezes)

HUNG A forma não fabricada de estar é isenta das limitações da elaboração, o solo-morada do ser, o supremamente bem-aventurado Buda da Medicina. 

Azul-negro escuro, pacífico e sorridente, brilhando numa auréola de luz.

Sua mão direita segura o rei dos medicamentos no gesto da perfeita generosidade; e a esquerda, uma tigela de mendicante no gesto do equilíbrio meditativo. Completo com todas as marcas maiores e menores da perfeição, ele veste trajes do nirmanakaya.

Ele está sentado sobre um lótus e um disco de lua na postura vajra. Em seu coração, sobre um lótus e um disco de lua, está́ a silaba HUNG circundada pelo mantra.

Enquanto o repito, o poço da existência cíclica é dragado desde suas profundezas.


A sílaba Hung corresponde à sabedoria de todos os Budas e à capacidade de olhar as aparências comuns e reconhecer imediatamente Dharmakaya, Darmata, a lucidez.

A forma não fabricada de estar corresponde à kadag, ou a Grande Vacuidade – a vacuidade que permeia todas as aparências.

Ainda que as aparências surjam, elas mudam constantemente. As aparências são não-duais com a nossa própria mente. As aparências são experiências da nossa própria mente, não-duais com a experiência dos sentidos físicos e com a experiência ilusória da separação entre o objeto e o observador.

Enquanto as aparências surgem, e se sucedem, há uma base silenciosa da mente que não tem nenhum conteúdo, que permanece incessantemente disponível e presente. Veja isso.

Essa base é o aspecto mais profundo em nós. Essa base não é uma ausência, ela é uma base lúcida, é a base de onde surgem todas as sabedorias de todos os Budas. É a fonte silenciosa de onde, ao olharmos a nossa própria experiência mental e as aparências, a lucidez surge.

O Prajnaparamita descreve essa base como a que origina Rigpa, que origina a lucidez. Ele descreve essa base como a mãe de todos os Budas dos tempos passados, também dos tempos presentes e dos tempos futuros. Essa base corresponde ao Buda primordial, corresponde a Samantabadra ou Kuntuzangpo. Essa base é a natureza verdadeira do Buda da Medicina.

Quando aflitos pelas enfermidades nós buscamos socorro, e procuramos de um modo profundo qual a origem desse socorro que pode vir a nós, nós terminamos descobrindo o Buda da Medicina.

Enquanto contemplamos o Buda da Medicina descobrimos que o Buda da Medicina é a expressão em que nós podemos ver o Buda Primordial, quando estamos sob a aflição da enfermidade. 

A forma não fabricada de estar, é isenta das limitações das elaborações, o solo-morada do ser, o supremamente bem-aventurado Buda da Medicina.

Azul-negro escuro, pacífico e sorridente…


A forma pacífica e sorridente do Buda da Medicina corresponde à nossa experiência de paz e felicidade quando nós acessamos essa dimensão ampla, inseparável do aspecto mais profundo em nós mesmos, inseparável de todos os seres e de todos os Budas.

O acesso à experiência do Buda da Medicina nos traz diretamente a experiência de paz e felicidade.

O Buda da Medicina brilha numa auréola de luz. A natureza primordial manifesta a luminosidade incessante, a clara luz – que não é a luz do sol, é a clara luz que surge dentro dos sonhos à noite, que manifesta todas as aparências.

Assim, o Buda da Medicina manifesta essa luz incessante. Essa luz incessante é também a qualidade que nós mesmos temos.

Quando nós reconhecemos esse aspecto pacífico e sorridente em nós, reconhecemos a forma não fabricada de estar, que é isenta das limitações da elaboração. Reconhecemos que esse é o solo-morada do Buda da Medicina, aquele que libera todo o sofrimento.  Quando nós percebemos isso e reconhecemos a auréola de luz, isso corresponde à autovisualização.

A autovisualização corresponde ao fato de que não há separação entre o Buda Primordial, o Buda da Medicina e a nossa natureza mais profunda e, portanto, a natureza verdadeira de nós mesmos.

A auto visualização corresponde a liberação do engano de tomarmos refúgio nas identidades construídas através dos Doze Elos da Originação Dependente, nas identidades construídas a partir dos três venenos: da ignorância – avidya e moha, da aquisitividade e da raiva.

Todas as ações criadas a partir dos três venenos conduzem às bolhas de realidade e às identidades.

Aqui, quando nós reconhecemos a forma não fabricada de estar, que é isenta das limitações da elaboração, reconhecemos isso como solo-morada do ser, o supremamente bem-aventurado Buda da Medicina, quando vemos o seu aspecto pacífico e sorridente como uma experiência inseparável da nossa própria experiência e vemos o brilho da auréola de luz – essa é a forma adequada de manifestarmos a visão do Buda da Medicina.

Sua mão direita segura o rei dos medicamentos no gesto da perfeita generosidade


Nós estamos aqui falando, agora, dos meios hábeis do Buda da Medicina.

Quando surge a sabedoria natural do Buda da Medicina – que é a sabedoria Rigpa brotando desde a natureza primordial – essa sabedoria se manifesta inseparável de Bodhicitta para o benefício de todos os seres.

Então, essa é a perfeita generosidade, a generosidade que não pode ser nomeada como generosidade. É a expressão natural da lucidez da mente do Buda e da lucidez que é inseparável da lucidez de todos os seres.

E a esquerda, uma tigela de mendicante no gesto do equilíbrio meditativo.

A mente do Buda não oscila, e é inseparável da mente de todos os seres.

Completo com todas as marcas maiores e menores da perfeição


Ou seja, ele manifesta a condição completa de um Buda, ele veste os trajes de Nirmanakaya, ele tem a aparência dos seres que ele busca beneficiar. 

Ainda assim, a aparência que ele manifesta está livre dos três venenos, está livre da ignorância – avidya, está livre da ignorância – moha; está livre da aquisitividade e está livre da raiva. Ela está livre, também, das emoções perturbadoras dos seis reinos. E está livre de cada um dos doze elos da originação dependente e, por isso, o Buda da Medicina tem a aparência de Nirmanakaya.

Ele está sentado sobre um lótus e um disco de lua na postura vajra


Ele senta sobre a lucidez de Bodicita que busca trazer benefícios a todos os seres. Esse lótus tem mil pétalas, que correspondem a todos os meios hábeis da manifestação do Buda. O disco de lua manifesta a luminosidade, a energia natural que se originam da natureza primordial.

Em seu coração, sobre um lótus e um disco de lua, está a sílaba HUNG, circundada pelo mantra


Essa é a expressão do meio hábil em ação. Então, nós temos a sílaba HUNG que transforma a confusão em lucidez. No centro do nosso coração, que é a união da mente e da energia, está a sílaba HUNG. Enquanto o mantra é recitado, ele gira ao redor da sílaba HUNG – isso é a ação da nossa prática, é a ação da recitação do mantra. 

O princípio ativo do remédio que cura todas as aflições, que é o rei dos medicamentos, é justamente a sílaba HUNG. A sílaba HUNG, quando se dirige à multiplicidade de seres e à multiplicidade de dores em todas as direções, elimina a ignorância, elimina avidya, elimina moha, elimina a aquisitividade e também a raiva. A silaba HUNG elimina, ainda, as seis emoções perturbadoras. Pelo poder da lucidez, todas essas aflições cedem.

Enquanto eu o repito, o poço da existência cíclica é dragado desde suas profundezas

Quando nós conseguimos reconhecer esse aspecto da natureza ilimitada, da forma não fabricada de estar que é isenta das limitações da elaboração, e reconhecemos isso como solo-morada do Buda da Medicina, inseparável da mente do Buda, inseparável da mente de todos os seres, brilhando numa auréola de luz, segurando o rei dos medicamentos no gesto da perfeita generosidade; quando nós vemos o mantra circundando a sílaba HUNG, e tomamos isso como a visão do Buda da Medicina – que é inseparável da visão do Buda Primordial, inseparável da nossa própria visão, inseparável do potencial de liberação de todos os seres – então, nesse momento, nós podemos recitar o mantra.  E nós vemos diretamente que a natureza profunda e livre de cada ser, que é não-dual com a mente de Buda, cura cada ser das aflições do poço da experiência cíclica do samsara.

Então, enquanto repetimos o mantra, o poço da existência cíclica é dragado desde suas profundezas.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM NAMO BAGA WATE BEKA DZE GURU BE DURIA PRABA RADZAIA TATA GATAIA ARHATE SAMIAK SAMBUDAIA | TADYATHA OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Enquanto nós recitamos podemos olhar com a nossa mente os seres que queremos beneficiar.

Todos os seres que buscamos beneficiar têm uma relação não-dual com o solo-morada do ser. Eles são inseparáveis no aspecto original, são inseparáveis da natureza primordial do Buda Primordial. Eles já são inseparáveis, portanto, eles têm o poder de se liberar totalmente. Esse poder de liberação é essencialmente a capacidade de reconhecer os aspectos construídos como expressão luminosa do solo morada do ser, da natureza não construída e livre. Ele vem da capacidade de reconhecer e purificar as aparências como uma manifestação da clara luz, incessantemente manifesta a partir da natureza primordial.

Então, nós adivinhamos isso. Nós olhamos para os nossos filhos, para os nossos pais, para os nossos irmãos, para os nossos amigos – que podem estar em aflição – e adivinhamos que eles podem, simplesmente, reconhecer todas as aparências. E reconhecer a sua própria expressão luminosa, lúcida. Reconhecer a sua própria inteligência condicionada como expressão de darmata, darmakaya, tsal, lung, da energia incessantemente presente e radiante da natureza primordial.

Quando nós recitamos, desse modo, é como se caminhássemos à frente sinalizando o caminho aonde os outros podem se dirigir.

Se vocês estão visualizando pessoas que estão falecendo ou pessoas que faleceram, é a mesma coisa. É como se vocês caminhassem na frente delas, apontando o caminho pelo qual elas podem ir abandonando as aflições que brotam dos três venenos – que brotam de um modo artificial dos três venenos – reconhecendo o solo morada do ser, o lugar naturalmente livre e disponível.

E assim, nós podemos trazer benefícios aos seres vivos, aos seres que estão em aflição, e aos seres que faleceram.

Nós podemos, não apenas olhar os seres humanos, mas olhar todos os seres. Nós podemos olhar, também, todas as plantas, todas as expressões de vida que se manifestam a partir da natureza primordial. Nós podemos olhar, também, todas as bactérias e todos os vírus, que manifestam inteligência de construção de outras realidades e de transformar seu próprio corpo físico em outras expressões e, desse modo, se relacionarem à vida como um todo.

E nós ajudamos, produzimos essa experiência de trazer os benefícios a partir da recitação do mantra e da visão correspondente ao Buda da Medicina e aos seus meios hábeis.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM NAMO BAGA WATE BEKA DZE GURU BE DURIA PRABA RADZAIA TATA GATAIA ARHATE SAMIAK SAMBUDAIA | TADYATHA OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Enquanto nós recitamos, vocês não pensem que a recitação é alguma coisa mística. A recitação é uma forma de mantermos um eixo na mente, que sustenta a visão correspondente ao Buda da Medicina.

O que cura, o que produz a transformação é a visão. Essa visão é simbolizada pela sílaba HUNG – que é então um medicamento que cura todas as aflições.     

Então, aqui, nós estamos colocando a nossa mente na forma da sílaba HUNG, e a partir da sílaba HUNG estamos olhando as expressões da ignorância. A partir desse olhar, com a sílaba HUNG, nós reconhecemos o solo morada do ser. E reconhecemos a luminosidade da mente e a vida existindo em todos os lugares como uma expressão luminosa da natureza primordial.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM NAMO BAGA WATE BEKA DZE GURU BE DURIA PRABA RADZAIA TATA GATAIA ARHATE SAMIAK SAMBUDAIA | TADYATHA OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Quando vocês se distraírem e a mente esvoaçar, perder o foco, é simplesmente retornar, lembrar que podem retornar ao texto. Enquanto recitam ainda, vocês retornam ao texto e lembram o que nós estamos fazendo – lembram do aspecto primordial, lembram da sílaba HUNG que faz a transição desde o aspecto condicionado ao reconhecimento da natureza luminosa, incessantemente presente. E aí vocês, simplesmente, seguem a prática.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM NAMO BAGA WATE BEKA DZE GURU BE DURIA PRABA RADZAIA TATA GATAIA ARHATE SAMIAK SAMBUDAIA | TADYATHA OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Enquanto fazemos a prática e não temos muita compreensão, nós podemos passar por vários estágios.

O primeiro estágio da prática é quando nós buscamos preservar a própria vida. Então nós temos uma sensação comum da vida e buscamos preservar a vida. Essa é a forma pela qual o Buda da Medicina surge no contato conosco – quando nós temos uma aflição comum do mundo, proveniente dos doze elos, e nós queremos preservar a nossa própria vida. 

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Enquanto nós recitamos, isso pode ser muito longo, pode ser um trajeto espiritual de uma duração incerta, pode ser uma vida, podem ser várias vidas também.

Em um certo momento, vamos perceber que a própria vida – como nós a concebemos – ela é em si mesma a doença que nos afeta.

Nós reconhecemos a natureza livre da mente operando de um modo condicionado, através dos doze elos, e produzindo a experiência comum da vida – que é aquilo que nos afeta e inevitavelmente nos leva ao décimo segundo elo: envelhecimento, decrepitude, doença e morte.

Nós reconhecemos que a própria vida, como nós estamos vendo, se expressa através dos três venenos, das seis emoções perturbadoras. E assim nós temos essa experiência de que a própria vida é um obstáculo. E nós seguimos recitando:

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

Aí nós vemos todas as expressões de vida presas nessa circunstância, e aparentemente não há solução. E nós seguimos praticando.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

E nós vemos todos os seres com impulsos equivocados, porque eles buscam resolver os problemas da vida simplesmente mudando de paisagem mental, mudando de bolha, transmigrando numa outra direção e fixados à upadana, tentando acumular e ganhar algum nível de solidez. E reconhecemos que isso não vai produzir resultados.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

E o que nos faz compreender melhor? O que nos faz compreender melhor é justamente o fato de que nos aproximamos desse lugar amplo e livre – onde não há conteúdos – e olhamos os conteúdos. Quando passamos a olhar os conteúdos naturalmente purificamos esse lugar, progressivamente purificado, que se aproxima do solo morada do ser aonde não há nenhuma limitação proveniente da elaboração. Nos aproximamos da forma não fabricada de estar.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Nós reconhecemos que o processo que nos leva a compreender melhor é, justamente, simbolizado pela sílaba HUNG. 

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

Enquanto a nossa visão purifica reconhecemos que nós, assim como cada um dos outros seres que estamos focando (esses seres, eles têm a natureza luminosa dentro deles, que vai produzindo a partir de referenciais anteriores e construídos – ou seja, vai construindo através do que nós chamamos de originação dependente, vai construindo as expressões que eles mesmos manifestam; é como o vírus, nesse momento, ele adquire uma outra forma) nós também, incessantemente, adquirimos outras formas e outras formas.

Como que as nossas formas surgem? Elas surgem pela luminosidade da mente. A luminosidade da mente é que faz com que as paredes que circundam cada um de nós nas salas e nas casas, nos templos, onde nós estivermos adquiram significados. Essa luminosidade da mente é o que vai nos permitir olhar para as paredes e dizer: – Isso é minha casa! Esse é o templo onde eu estou!

Na verdade, a casa não é explicada pelas paredes – a casa, é uma construção da luminosidade da nossa mente. Outras pessoas chegarão naquele lugar, olharão as mesmas paredes e vão reconhecer aquilo como a casa deles.

Com essa visão Guru Rinpoche previu que o templo de Samye, nos tempos de degenerescência, se tornaria abrigo de animais selvagens e, também, local de tortura para seres dos infernos.

Essa é a capacidade luminosa da mente da construção das realidades. E assim, quando nós olhamos os vários seres, enquanto nós recitamos o mantra e mantendo a sílaba HUNG ao centro, nós vemos que todas as expressões de todos os seres são manifestações luminosas, incessantes, inseparáveis do aspecto primordial.


E nós seguimos recitando.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

E agora, abandonamos a noção de que a vida é a doença, que a vida é o obstáculo. Reconhecemos a manifestação da vida como o aspecto luminoso. O aspecto mágico, extraordinário, expressão direta da natureza primordial. E com isso nós libertamos a vida, da vida e da morte.

A vida agora, como nós olhamos, é uma expressão luminosa incessantemente presente, inseparável da natureza que não flutua.

Esse é o resultado final da manifestação do Buda da Medicina. Esse é o processo de cura. Nesse momento, a vida está livre de vida e morte, a vida está livre da ignorância, está livre da expressão de avidya e de moha – ignorância. Ela está livre de aquisitividade, ela está livre da raiva, ela está livre das seis emoções perturbadoras: orgulho, inveja, desejo e apego, ignorância, moha, aquisitividade, carência, raiva. 

E seguimos recitando.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


Enquanto nós recitamos com essa clareza, entendemos por que o Buda da Medicina é chamado o Supremamente Bem-Aventurado Buda da Medicina. Nós sabemos por que ele é pacífico e sorridente, e porque ele brilha numa auréola de luz, e porque ele tem esse HUNG circundado pelo mantra em seu coração.

Nós nos sentimos também supremamente bem-aventurados, nos sentimos pacíficos e sorridentes. E sentimos que não só nós temos esse potencial, mas todos os seres podem se manifestar como supremamente bem-aventurados, como pacíficos e sorridentes.

Todos os seres podem brilhar numa auréola de luz, porque essa é a condição natural deles. Todos os seres podem repousar no equilíbrio meditativo e podem manifestar todas as marcas maiores e menores da perfeição. E podem se expressar como nirmanakayas.

E assim, nós seguimos recitando.

[Lama faz a recitação do mantra]

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA

OM BEKA DZE BEKA DZE MAHA BEKA DZE RADZA SAMUDGATE SOHA


E assim, encerramos a prática.

Eu comentei dentro de cada parte da sadana e recitei, aproximadamente, três vezes. Vocês podem recitar o tempo que quiserem, mantendo a compreensão correspondente. Temos aqui um roteiro de prática.

Agora, a parte final:

Homenagem! Ó Buda da Medicina, que tudo permeia, tudo conhece e tudo vê, você dissipa nossos sofrimentos e enfermidades.

Você concede as qualidades dos kaias e o estado desperto atemporal. Curvo-me diante de você e o louvo, você que é o esplendor da total perfeição.

O aspecto manifesto se dissolve no espaço básico.

Por meio dessa virtude, que todos os seres possam alcançar o estado búdico rapidamente.

E assim, a prática do Buda da Medicina se encerra. Vocês precisam entender que o Buda da Medicina, quando apresentado desse modo, é o Esplendor da Total Perfeição. Ele é aquele que concede os kaias, os corpos da Iluminação e o estado desperto atemporal.

Por quê? Porque o Buda da Medicina, é o próprio Buda Primordial. O Buda Primordial não-dual com a nossa própria existência.

Então, nós entendemos a não-dualidade da nossa condição confusa originada dos doze elos da originação dependente – nós a entendemos como expressão luminosa da natureza última, inseparável do Buda Primordial. O Buda da Medicina, portanto, é o veículo pelo qual nós, partindo de nossa enfermidade, chegamos a isso – quando a fruição dessa visão se instala a prática está completa.

O texto original da prática foi apresentado por Dudjom Rinpoche, as liturgias para tomar refúgio/bodicita, dissolução, dedicação e aspiração foram escritas por Chagdud Rinpoche. 



As Cinco Sabedorias

Sabedoria do espelho

Sabedoria da Igualdade

Sabedoria da causalidade

Sabedoria discriminativa

Sabedoria da transcendência ou de Darmata



4. Os 12 Votos do Buda da Medicina

#01 Prática do Buda da Medicina | Introdução | 13/04
#02 Prática do Buda da Medicina | 1º voto do Buda da Medicina | 14/04
#03 Prática do Buda da Medicina | 2º voto do Buda da Medicina | 15/04
#04 Prática do Buda da Medicina | 3º voto do Buda da Medicina | 16/04
#05 Prática do Buda da Medicina | 4º voto do Buda da Medicina | 17/04
#06 Prática do Buda da Medicina | Terra Pura do Buda da Medicina | 18/04
#07 Prática do Buda da Medicina | 5º voto do Buda da Medicina | 19/04
#08 Prática do Buda da Medicina | Não houve transmissão | 20/04
#09 Prática do Buda da Medicina | 6º voto do Buda da Medicina | 21/04
#10 Prática do Buda da Medicina | 7º voto do Buda da Medicina | 22/04
#11 Prática do Buda da Medicina | Os Doze Votos do Buda da Medicina – O Caminho da Compaixão | 23/04
#12 Prática do Buda da Medicina | Comentários Sobre a Prática do Buda da Medicina | 24/04

#01 Prática do Buda da Medicina | Introdução

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/urH0uaVvO4A

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga Clic aquí


#02 Prática do Buda da Medicina | 1º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/urH0uaVvO4A

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga clic aquí


#03 Prática do Buda da Medicina | 2º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/VsG43TqU9GY

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga Clic aquí


#04 Prática do Buda da Medicina | 3º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/TfAFssUgWk8

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga clic aquí


#05 Prática do Buda da Medicina | 4º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/1zJIoqDjy2Y

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga clic aquí


#06 Prática do Buda da Medicina | Terra Pura do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/3D54GUru_HQ

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui!
En Espanõl: Haga Clic aquí!


#07 Prática do Buda da Medicina | 5º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/4XbrP8esSMM

Faça o download da transcrição deste aúdio
Em Português: Clique aqui
En Español: Haga Clic aquí!


#09 Prática do Buda da Medicina | 6º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/sU9NXiwo_yE

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui!
En Espanõl: Haga clic aquí!


#10 Prática do Buda da Medicina | 7º voto do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/aak7wj2gmvc

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Clique aqui!
En Espanõl: Em breve!


#11 Prática do Buda da Medicina | Os Doze Votos do Buda da Medicina – O Caminho da Compaixão

Ação Paramita · #11 Prática do Buda da Medicina | Os Doze Votos do Buda da Medicina | 23/04/2020

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/b2Hlic4cSwM

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Em breve!
En Espanõl: Em breve!


#12 Prática do Buda da Medicina | Comentários Sobre a Prática do Buda da Medicina

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/uYc9ZQJVmnM

Faça o download da transcrição deste aúdio:
Em Português: Em breve!
En Espanõl: Em breve!


5. Sutra do Diamante

#13 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante (Introdução e Bodicita) | 25/04
#14 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Generosidade #1 | 26/04
#15 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramitas: Generosidade e Moralidade | 27/04
#16 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Paciência | 28/04
#17 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita do Zelo e Perseverança | 29/04
#18 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Tranquilidade #1 | 30/04
#19 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Tranquilidade #2 | 01/05
#20 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Sabedoria | 02/05
#21 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Conclusão | 03/05
#22 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 04/05

#13 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante (Introdução e Bodicita)

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/zTxQWepvo2c


#14 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Generosidade #1

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/YBTwh4mlWAg


#15 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramitas: Generosidade e Moralidade

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/U5tD0YrIZpc


#16 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Paciência

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/ZSjjYxBAqcw


#17 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita do Zelo e Perseverança

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/_qm3oP9hEKg


#18 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Tranquilidade #1

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/wAE55u_oEBQ


#19 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Tranquilidade #2

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/mtz5ce-l8pk


#20 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Paramita da Sabedoria

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/Cbffh3NC_DU


#21 Prática do Buda da Medicina | Sutra do Diamante – Conclusão

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/0tfzWFxvX64


6. Os Cinco Bardos

#23 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Introdução | 05/05
#24 Prática do Buda da Medicina | Não houve transmissão | 06/05
#25 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #1 | 07/05
#26 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #2 | 08/05
#27 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #3 | 09/05
#28 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Comentários Gerais | 10/05
#29 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Meditação | 11/05
#30 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 12/05
#31 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #1 | 13/05
#32 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Bardo do Nascimento e da Morte | 14/05
#33 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Bardo do vir a ser | 15/05
#34 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 16/05
#35 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 17/05
#36 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Resumo | 18/05
#37 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Instruções de Contemplação | 19/05
#38 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 20/05
#39 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Instruções de Contemplação | 21/05
#40 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 22/05
#41 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 23/05
#42 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 24/05
#43 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Reconhecendo o Ambiente como Mandala | 25/05

#23 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Introdução

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/AKLvHBRPwRg


#25 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #1

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/zipVQYgrFqA


#26 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #2

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/HoxtOMZr9Og


#27 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Visão #3

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/niA6w1oKEWo


#28 Prática do Buda da Medicina | Comentários Gerais

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/ui6aWExSdhs


#29 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Meditação #1

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/EXLk7ozZ7pA


#31 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Ação

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/674gsGd644k


#32 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Bardo do Nascimento e da Morte

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/h69DDtbN4yE


#33 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Bardo do vir a ser

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/MzyG1IcgRcs


#34 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/C-9zT9XC8sI


#36 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Resumo

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/OoeKMWj0BCQ


#37 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Instruções de Contemplação

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/2mtR56iz3pI


#39 Prática do Buda da Medicina | Os Cinco Bardos – Instruções de Contemplação

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/QWbyd-9fWCw


#41 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/8_1hpllWVD8


#42 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/2Gz4-1PFr1Y


#43 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Reconhecendo o Ambiente como Mandala

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/Kim6BAdvImE


7. Sutra do Coração

#44 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Sutra do Coração | 26/05
#45 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 27/05
#46 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Sutra do Coração | 28/05
#47 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 29/05
#48 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 30/05
#49 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 31/05

#44 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Sutra do Coração

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/45Ds9IixBhU


#46 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Sutra do Coração

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/sYpAYOy9MXo


#48 Saga Dawa e Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/jProGQGsKF0


8. Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte

#50 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #1 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte – Introdução, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 01/06
#51 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #2 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte – Instrução em três pontos para atingir a iluminação, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 02/06
#52 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #3 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 03/06
#53 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #4 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 04/06
#54 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #5 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 05/06
#55 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 06/06
#56 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #6 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet” | 07/06

#50 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #1 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte – Introdução, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/0NOwThvGq04


#51 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #2 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte – Introdução, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/BU86FZnTt4g


#52 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #3 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/8ZSl7xVz0Dg


#53 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #4 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/n96agt1cHMY


#54 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #5 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/I9hbGynqCb4


#55 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/xX1WTaJI9gc


#56 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | #6 Conselho para Alcançar a Iluminação no Momento da Morte, “Instruções de Guru Rinpoche ao rei do Tibet”

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/9h9REB57NGc


9. Perguntas e Respostas

#57 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 08/06
#58 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 09/06
#59 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 10/06
#60 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 11/06
#61 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 12/06
#62 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 13/06
#63 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 14/06
#64 a #66 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 15/06 a 17/06
#67 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 18/06
#68 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 19/06
#69 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 20/06
#70 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 21/06
#71 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Comentários sobre os quatro pensamentos que transformam a mente
#72 a #75 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 23/06 a 26/06
#76 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 27/06
#77 a #83 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 28/06 a 04/07
#84 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 05/07
#85 a #90 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 06/07 a 11/07
#91 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 12/07
#92 a #103 Prática do Buda da Medicina | Não houve ensinamento | 13/07 a 24/07
#104 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 25/07
#105 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 26/07
#106 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 27/07
#107 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 28/07
#108 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas | 29/07

#59 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/7WeCX-_eRFU


#62 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/uFSktBoLJic


#63 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/0tOcTGSn2-g


#67 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/wzkqAYBZSIs


#69 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/mZ5GbtE311k


#71 Saga Dawa Prática Prajnaparamita e Buda da Medicina | Comentários sobre os 4 pensamentos que transformam a mente

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/fgpgYR6ciF8


#76 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/47YUECJje2A


#84 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/cheQXmOQR8w


#91 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/QIbAwlTx6cg


#104 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/6Ya8ss3ikz8


#105 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/grzDgizFaS0


#106 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/SI5Z9dWLLSA


#107 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas

Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/8e9g4s13pvg

#108 Prática do Buda da Medicina | Perguntas e Respostas


Acesse aqui a prática completa no YouTube:
https://youtu.be/D88SQuh9_6I