Mettabhavana para Todos os Seres

4
12056

Comovente ver as pessoas conscientes e lúcidas que reconhecem a gravidade da situação e a evolução que em pouco tempo pode se tornar catastrófica. Comovente a existência de tantas pessoas que não reconhecem a situação e tentam viver suas vidas como se nada estivesse ocorrendo. 

Comovente ver as equipes de apoio de saúde em todas suas expressões que já em esgotamento atendem e presenciam o sofrimento e morte de tantas pessoas em todos os continentes.

Tempos  muito assustadores, transmissibilidade elevada para os médicos e enfermeiros sob riscos constantes. Despreparo das instituições. Falta de testes que permitam atendimento imediato – o correto é testar em massa e atender a população. Nossa perspectiva parece ser a da Itália, muito triste.

Neste momento procuro encontrar formas de estar junto de coração e mente, e manter atividades apoiando os que estejam próximos.

Importante entender que estamos vivendo exemplos muito claros dos ensinamentos dos mestres de todos os tempos e de todas as linhagens desde o Buda. A impermanência se torna muito clara e atinge todas as manifestações das nossas vidas. A cada dia os cenários e perspectivas são diferentes. Ainda que essas aparências a cada momento surjam como reais e definitivas, os ensinamentos apontam para o refúgio na verdade da natureza que não flutua, que não é afetada pelo tempo ou pela localização, está além das disposições mentais, além das sensações do corpo, além de gostar-e-não gostar, além de identidades, de vitórias-e-derrotas, de vida-e-morte. Nossa fonte verdadeira de lucidez paira além do conteúdo dessas aparências todas. As aparências são manifestação direta da clara luz da mente. Ainda que as aparências flutuem, a clara luz é incessante. Ainda que as aparências se tornem visíveis através dos órgãos dos sentidos, através da luz do sol, nossa natureza lúcida acessa diretamente a clara luz, aquela que não nasce e não cessa.

Na perspectiva dual do mundo, para preservar as vidas, alguns conselhos pessoais: Mantenha ao máximo seu isolamento e higiene estrita para benefício dos outros e para si mesmo. Cuide amorosamente de todos os que puder beneficiar ao seu redor. Quando precisar conversar e desenvolver atividades de auto-organização com a Sanga, amorosamente reúna-se em espaços abertos, em pé, mantendo distância das outras pessoas. Evite alimentos e bebidas que afetem sua saúde. Descanse, medite, relaxe, acalme seu corpo e mente, faça exercícios, cuide de suas plantas, use o espaço que tiver para plantar temperos, couves, cenouras, etc. Use gengibre, cúrcuma, limão, equinácea, bastante água. 

Entenda que a realidade é muito mais ampla que as aparências e confie na lucidez dos mestres iluminados de todas as tradições.
Compreenda o ensinamentos das Quatro Nobres Verdades apresentado pelo Buda. Entenda que a liberação do sofrimento é possível para quem tiver um coração amplo, mesmo que não compreenda os ensinamentos.

Com certeza haverá grave crise econômica das empresas e das pessoas. Mantenha mettabhavana constantemente em sua mente para benefício de todos os seres. Dedique sua prática e suas acumulações aos seres todos, com a aspiração de que a aflição se transforme em lucidez e as quatro qualidades incomensuráveis e as seis perfeições se tornem o referencial de todos em todas as direções e tempos. 

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui