#41 Refundando o Brasil

Roda de Conversa 41

? Continuando a nossa série #OfuturoNÃOéMAIScomoERAantigamente, neste segundo episódio vamos trazer pra nossa conversa a pergunta: quais as visões políticas e de sustentabilidade necessárias para auto organizar o mundo e reencantar a vida?

Para falar sobre isso e muito mais, o programa RODA DE CONVERSA desta TERÇA vem com o LAMA SAMTEN na companhia de:

LUIZ GONZAGA DE SOUZA LIMA – Cientista político mineiro e professor universitário. Estudou psicologia na PUC-Minas e é doutor em Ciências Políticas pela Universidade de Milão. Lecionou Sociologia do Desenvolvimento e Política Internacional na mesma instituição, de 1974 a 1979. Foi professor de Ciências Políticas e Política Internacional na PUC-Rio. A partir de 1992 foi professor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, ensinando Teoria Política e Política Internacional, aposentando-se da universidade em 2008. Atualmente vive entre a Fazenda Inglesa, em Petrópolis, e Cumuruxatiba na Bahia, dedica-se a compartilhar suas reflexões e a escrever ensaios sobre a crise contemporânea.

FRANCISCO MILANEZ – Palestrante, escritor e professor, é licenciado em Biologia (UFRGS), bacharel em Arquitetura e Urbanismo (UFRGS) e especialista em Análise de Impactos Ambientais (UFAM/University of Tennessee), mestre em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (UFRGS) e doutorando do PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde, na UFRGS desenvolvendo aplicações da Saúde Complexa no urbanismo, na sustentabilidade e na agroecologia. Foi criador e coordenador do Plano Rio Grande do Sul Sustentável do governo. É atualmente presidente da AGAPAN (Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural). Fellow do Grupo de desenvolvimento internacional dos Companheiros das América (1990-) e da Fundação Ashoka de Empreendedores Sociais (1993-).

1 COMENTÁRIO

  1. Eu acredito que as falas contemplam muitas possibilidades.
    Essas possibilidades na minha opinião, ainda estão centradas nas minorias que detêm o poder do dinheiro. Concordo quando falam, que passado o medo da pandemia, muitos na sua maioria vão querer refazer do mesmo que já faziam. Acredito, que devamos estar muito mais atentos e organizados em relação a todos movimentos, das silenciosas reuniões dos homens, que possuem o poder e retiram direitos de milhares e assim uso o termo do professor ¨os invisíveis¨¨, pois assim nos tornamos , não esquecendo dos que já vivem em total vulnerabilidade e assim prejudicam todos os seres vivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Outros Episódios